quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Um pecado chama outros pecados...

Se não prestarmos atenção nos detalhes da nossa santificação, as portas do nosso coração serão abertas a outros pecados similares. Caim teve inveja da aceitação da oferta de Abel por parte de Deus, sentindo-se preterido, o filhinho mimado de Eva tornou-se consequentemente assassino. A coisa foi mais ou menos assim: > inveja > ódio > sentimento de vingança > assassinato. O pecado gera rebelião das formas mais sutis possíveis, lembro-me de pelo menos dois exemplos que ilustram isso:
Certo irmão estava experimentando muitas tentações no trabalho, problemas em casa até que certo dia ele foi orientado a orar pelas manhãs com as mãos dadas a sua esposa. Quando colocou a orientação em prática tudo desapareceu como uma névoa. Aí ele entendeu que precisava ser mais atento ao seu devocional junto com sua esposa.
Outro irmão estava tendo dificuldades para tirar um pequeno período devocional, quando lembrou-se que não estava sendo fiel nas contribuições (dízimos e ofertas) em sua igreja. Pediu perdão a Deus, voltou a contribuir e aí sentiu-se livre interiormente para passar tempos orando.

Abraços

Até a próxima - Pr. Ronaldo Batista Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário